Tecnologia

Robô goiano pode ajudar a combater desperdício de água

attachment-1Um robô de inspeção que entra em locais de difícil acesso como galerias de esgoto, água e dutos de ar condicionado, identificando problemas como vazamentos, entupimentos e outros danos ou falhas. O produto, que já está no mercado, foi desenvolvido por uma empresa goiana incubada no Centro de Empreendedorismo e Incubação da Universidade Federal de Goiás (CEI/UFG), anteriormente denominado Programa de Incubação de Empresas (PROINE).

O robô VX1-300 foi projetado pelos engenheiros Danilo Sulino S. Pinto, Rauhe Abdulhamid e Yi Lun Lu, fundadores da RYD Engenharia, empresa especializada no desenvolvimento de projetos e protótipos na área de engenharia elétrica e computação, e que desde 2015 integra o CEI/UFG.  Os empreendedores desenvolveram o software e hardware, e trabalharam em parceria com a empresa paulista SATOSAN Engenharia e Tecnologia, responsável pela parte mecânica.

O equipamento pode ser utilizado tanto por indústrias de diversos segmentos, como construção civil, alimentos e bebidas, quanto pela administração pública, na manutenção de serviços como fornecimento de água, e escoamento e tratamento de esgoto.  “Ao empregar o robô para inspecionar galerias de esgoto, por exemplo, as prefeituras evitarão gastos e transtornos como obras que demandam a interrupção do trânsito ou mesmo situações que comprometam a segurança dos trabalhadores”, observa Rauhe Abdulhamid.

“O uso dessa tecnologia pode ajudar também a combater o desperdício de água”, destaca Rauhe, lembrando que 37% da água tratada para consumo no Brasil é perdida antes de chegar às torneiras, conforme revelou relatório do Sistema Nacional de Informações de Saneamento Básico do Ministério das Cidades, concluído em 2014. Toda essa perda ocorre por causa de ligações clandestinas e principalmente devido a problemas não identificados nas tubulações

O engenheiro explica que o robô, a prova d`água, opera em dutos de esgoto, água e ar condicionado com diâmetro mínimo de 300 mm, suportando até 1 bar de pressão e contando com uma câmera frontal e uma traseira, que transmitem as imagens para um sistema de supervisão e controle.  O sistema permite que o usuário controle o robô, as câmeras e edite as imagens capturadas em tempo real.  O cliente pode optar por adquirir o produto, recebendo treinamento da empresa, ou contratar o serviço de inspeção.

De acordo com outro sócio da RYD, o engenheiro Danilo Sulino, uma das grandes vantagens da tecnologia nacional é o custo mais baixo do que similares existentes na Alemanha e nos Estados Unidos. “Nós desenvolvemos a primeira versão com recursos próprios e a segunda, já aprimorada, graças ao apoio do CEI/UFG e da Fundação de Desenvolvimento de Tecnópolis (Funtec)”, diz o empreendedor, que destaca a importância do programa de incubação para a criação e desenvolvimento de empresas de base tecnológica. “O Centro dá todo o suporte necessário para começar uma empresa, oferecendo gestão e consultoria financeira, além de apoio no marketing empresarial, e taxas reduzidas de aluguel e serviços essenciais”, reforça Danilo.

Soluções tecnológicas inteligentes

O robô de inspeção é apenas um dos vários projetos já desenvolvidos pelos fundadores da RYD Engenharia, que se dedica a encontrar soluções tecnológicas inteligentes para pessoas ou organizações que desejem aprimorar procedimentos, ou solucionar problemas em seu cotidiano e processos produtivos.

A empresa criou também o aplicativo Ponto do Doméstico (http://pontodomesticoapp.com.br/site/), que permite o controle de ponto de empregados domésticos. O aplicativo está em fase de validação e por enquanto pode ser baixado gratuitamente para aparelhos dos sistemas operacionais iOS ou Android. Os empreendedores desenvolvem a tecnologia ideal para atender às necessidades específicas de cada cliente.

Outros projetos da empresa são o Xpress, um sistema controle de fluxo de veículos, destinado a identificar automaticamente os veículos que entram em estacionamentos de condomínios, empresas e universidades; e um sistema eletrônico para o aperfeiçoamento da visão periférica de jogadores de futebol, desenvolvido para a empresa Matchvision.

Assessoria de imprensa