Conferência Datagro

Avanços da biotecnologia trarão importantes progressos no controle de pragas

Cana-unica (1)Através de pesquisas em biotecnologia, novas variedades de cana-de-açúcar poderão trazer benefícios para todo o setor sucroenergético, para a economia, para os consumidores e principalmente para o meio ambiente. Gustavo Leite, presidente do CTC, Centro de Tecnologia Canavieira defende que “como já acontece em diversas outras lavouras, a cana de açúcar em breve se beneficiará dos avanços da biotecnologia, e trará importantes progressos no controle de pragas”.

Além da genética, novos sistemas de plantio e colheita mecanizados, manejo da lavoura, sistemas de georeferenciamento e o processo industrial também fazem parte do processo de aprimoramento.

“O CTC está às vésperas de lançar suas primeiras variedades transgênicas, tolerantes à broca, bem como vem desenvolvendo outros projetos em biotecnologia, capazes de aumentar a produtividade e/ou reduzir os custos do setor”, acrescenta Gustavo.

No atual cenário, onde é visível a busca crescente de energia renovável, o aumento na produtividade da cana é extremamente importante para o setor. Entre as principais melhorias estão: tolerância a herbicidas; resistência a doenças e pragas; aumento do teor de sacarose; tolerância à seca e até melhoria do porte da cana, para facilitar a colheita mecanizada.

O Presidente da Fermentec, Henrique Amorim, acrescenta: “Vamos apresentar novas tecnologias que já estão maduras para diminuir custos, aumentar eficiência e otimizar balanço energético na produção de álcool e distribuição da vinhaça”, diz Amorim.

Falar em tecnologia de última geração, é sempre uma importante pauta para o Setor Sucorenergético Brasileiro. Pensando nisso, a 16ª Conferencia Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol, terá um painel exclusivo sobre Biotecnologia em Cana de Açúcar.   No dia 18 de outubro, às 15h30, o Presidente do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) Gustavo Leite e Henrique Amorim, Presidente da Fermentec, debaterão o tema, sob a moderação de Maurilio Biagi Filho, Presidente da Maubisa.

Datagro