Informações adicionais – Safra 2016/2017

2ª quinzena de setembro  
  •   O volume processado de cana-de-açúcar pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somou 42,26 milhões de toneladas na segunda quinzena de setembro de 2016. Com esse resultado, a produção quinzenal de açúcar totalizou 2,95 milhões de toneladas e o volume fabricado de etanol atingiu 1,81 bilhão de litros, dos quais 809,39 milhões de etanol anidro e 997,63 milhões de etanol hidratado.
  •  A maior proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar na segunda quinzena de setembro (50,16% do mix) foi influenciada pela queda da participação das destilarias autônomas (empresas que não produzem açúcar) na moagem total da quinzena. A participação destas destilarias caiu para 15,9% da moagem na última metade de setembro, contra 17,2% registrados nos quinze primeiros dias do mês e 18,2% verificados na segunda quinzena de setembro de 2015.
  •  Desde o início de abril até 1º de outubro, o volume processado totalizou 473,55 milhões de toneladas de cana, com uma produção de 27,76 milhões de toneladas de açúcar e 19,87 bilhões de litros de etanol (8,26 bilhões de anidro e 11,61 bilhões de hidratado).
  •  Em relação à produtividade agrícola, dados apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) em uma amostra de 159 empresas indicam que o rendimento médio da área colhida em setembro atingiu 71,8 toneladas por hectare, com queda de 9,8% em relação ao índice apurado no mesmo mês de 2015. Entre os Estados, a quebra de produtividade agrícola em setembro da atual safra variou entre 7,1% no Mato Grosso do Sul a 15,5% em Goiás.
  •   Até o final da segunda quinzena de setembro 13 unidades produtoras haviam encerrado a safra 2016/2017. Deste total, seis empresas estão localizadas no Estado de Goiás, onde a disponibilidade de cana foi a mais afetada pela queda do rendimento agrícola. As demais estão assim distribuídas: uma no Mato Grosso, uma no Rio de Janeiro, uma em São Paulo, duas no Espírito Santo e duas em Minas Gerais.
  •  As 13 unidades com safra encerrada até 1º de outubro de 2016 apresentaram uma redução de 24,8% na moagem quando comparada ao resultado observado no ciclo 2015/2016, quando processaram 10,50 milhões de toneladas de cana (cerca de 1,7% do total de 617,71 milhões de toneladas moídas no Centro-Sul).
  •   A qualidade da matéria-prima registada na segunda quinzena de setembro foi de 146 kg de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana, contra 145,57 kg de ATR por tonelada verificados em igual data do ano anterior. No acumulado desde o início da safra, a qualidade alcançou 132,93 kg de ATR por tonelada, com pequeno incremento em relação ao índice registrado no mesmo período de 2015.
  •  As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 2,32 bilhões de litros em setembro, sendo 105,81 milhões de litros destinados à exportação e 2,21 bilhões de litros ao mercado doméstico. No mercado interno, o volume mensal comercializado de etanol anidro totalizou 831,90 milhões de litros, enquanto as vendas de hidratado atingiram 1,38 bilhão de litros, com cifra próxima daquela observada nos últimos quatro meses.
  UNICA