Obrigatoriedade do uso de lona no transporte de cana vale a partir de 1º de junho

A Resolução  618 do Contran vai entrar em vigor no dia 1º de junho de 2017,  proibindo a circulação de caminhões sem lona ou tela por rodovias municipais, estaduais e federais . A resolução visa cumprir o artigo 102 do Código Brasileiro de Trânsito, que determina que o veículo de carga deva estar devidamente equipado quando transitar, de modo a evitar o derramamento da carga sobre a via. A medida será aplicada ao transporte de cana-de-açúcar e de outros produtos. Assim, passa a ser obrigatório o uso de lonas ou similar nas gaiolas canavieiras. De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) não existe a possibilidade de extensão do prazo para a lei entrar em vigor.  A lei do enlonamento parte de uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito que aplica sobre o transporte canavieiro as exigências já previstas no artigo 102 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A obrigatoriedade deveria ter entrado em vigor em maio de 2013, com a primeira resolução do Contran, de número 441. Mas por reivindicação do setor sucroenergético, que alegou custos elevados com a mudança, o prazo foi prorrogado para agosto de 2014, por meio da resolução 499, texto alterado pela atual determinação. Depois do dia 1º de junho, o Contran poderá autuar aquele que trafegar sem a proteção adequada nas carretas por infração grave, com multa de R$ 195 e a perda de cinco pontos na carteira de motorista.