Warning: session_start(): open(/var/lib/php71/session/sess_9fb7e3eea7bd6b1ddfa6d3539c5c9962, O_RDWR) failed: Permission denied (13) in /home/storage/d/73/6a/sifaeg1/public_html/wp-content/themes/yoo_revista_wp/warp/systems/wordpress/helpers/config.php on line 48

Warning: session_start(): Failed to read session data: files (path: /var/lib/php71/session) in /home/storage/d/73/6a/sifaeg1/public_html/wp-content/themes/yoo_revista_wp/warp/systems/wordpress/helpers/config.php on line 48
Presidente do FNS apresenta demandas do setor para governadores do Fórum do Brasil Central | Sifaeg

Presidente do FNS apresenta demandas do setor para governadores do Fórum do Brasil Central

Written by Depto. Tecnologia on . Posted in Informe SIFAEG, xTimeLine

fnsO presidente do Fórum Nacional Sucroenergético (FNS), André Rocha entregou na última sexta-feira, 11 de setembro, um documento que detalha as vantagens do setor sucroenergético na geração de bioeletricidade etanol. O executivo explicou também, no documento e durante uma conversa com os governadores que participaram em Palmas (TO), do 3º Fórum de Governadores do Brasil Central, as várias dificuldades que o setor vem enfrentando nos últimos anos. Participaram do encontro os governadores : Marconi Perillo (PSDB) de Goiás, de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB); do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB); de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB); do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB) e Marcelo Miranda (PMDB), governador do Tocantins.

O governador de Goiás, Marconi Perillo fez uma defesa do aumento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) sobre os combustíveis. “O PSDB tem um posicionamento firme, contra o aumento de impostos, até porque o Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo e eu respeito a posição do meu partido”, afirmou o tucano, acrescentando: “O partido é contra o aumento da carga tributária, mas nós governadores somos a favor da Cide”.

Para André Rocha, o aumento da alíquota da Cide trará benefícios ambientais, geração de empregos e aumento de arrecadação aos estados e à União, além de “salvar” as usinas que hoje estão trabalhando praticamente no vermelho com margens próximas a zero na venda do etanol hidratado, balizado pelo preço da gasolina. A carta do 3º Fórum de Governadores do Brasil Central vai contemplar um trecho em que os governadores presentes se dizem mobilizados para lutar por políticas tributárias que deem competitividade ao etanol.

Depto. Tecnologia

teste